quarta-feira, 13 de abril de 2011

Pêssach = פסח

Páscoa = Pêssach

(do 14º ao 21º dia do mês Nissan de 5571 - de 19 a 25 de abril de 2011)


Estamos chegando ao período da Páscoa. Para os cristãos, a comemoração da ressurreição de Jesus. Para os judeus, a comemoração da libertação da escravidão do Egito.

Época de meditação e reflexão, onde cada qual deve (ou deveria) buscar dentro de si respostas para como crescer e tornar-se um ser humano melhor.

Infelizmente a Páscoa, cada vez mais, torna-se apenas um feriado para a maioria das pessoas, onde os aspectos econômicos são muito mais enfatizados que qualquer aspecto religioso.

O Pêssach - a festa da Páscoa judaica - é comemorado por sete dias. Tem início com uma cerimônia na noite do 14º dia do mês de Nisan (o primeiro mês do calendário judaico).

Em todo o mundo as famílias judaicas reúnem-se para o sêder do Pessach, ceia ritual em que relembram a libertação do povo hebraico, guiados por Moisés, depois da escravidão no Egito, há mais de 34 séculos.

Símbolos da Páscoa Judaica

A Páscoa Judaica é repleta de símbolos, principalmente na alimentação. Normalmente as mesas são decoradas com velas acesas e os alimentos colocados simbolizam a história dos judeus .

Na véspera do primeiro dia de Pessach, que este ano será em 19 de abril, é realizado o sêder de pessach. O sêder é uma ceia que dá início às comemorações do feriado que celebra a fuga, liderada por Moisés, dos escravos hebreus do Egito. A cerimônia é cheia de simbolismos e até os pratos comidos no jantar têm uma razão especial de estar ali.

No início da ceia, o responsável pela celebração do sêder, que geralmente é o pai ou avô da família, tem à sua frente na mesa do janta a keará - o prato com os símbolos de Pessach (foto abaixo).

No ângulo superior direito do prato, está a zroa, um osso com carne assada. Ele serve como lembrança do cordeiro pascal que era sacrificado em pessach nos tempos antigos. A seu lado, no ângulo superior esquerdo fica o beitzá, um ovo cozido que representa os sacrifícios da festa.

O centro do prato é o local do marror, uma raiz forte. Seu papel no sêder é fazer com que se recorde da amargura que o povo judeu sofreu durante o período de escravidão no Egito. O charróset tem seu lugar no ângulo inferior direito do prato. Ele é basicamente uma mistura de maças e nozes picadas e amassadas com vinho, simbolizando a argamassa dos blocos utilizados no trabalho escravo. Ao lado do Keará coloca-se um frasco com água salgada, que representa as lágrimas que foram derramadas no período da escravidão.

A páscoa judaica é totalmente simbólica, desde a escolha dos alimentos para as refeições até os hábitos que são praticados durante o período de Pessach. Até mesmo narrativas são recontadas pelos judeus aos seus familiares para reforçar o sentido de toda comemoração.

Comemoração Pessach

Na comemoração Pessach o alimento básico é a Matzá, que parece com uma bolacha não fermentada feita de farinha de trigo e água, sem sal nem açúcar. O Matzé é relembrado como o pão da miséria que foi comido no Egito, no caso a pressa de fugir do faraó era tanta, que o pão não fermentou.

Como tradição no Pessach durante os oito dias de comemoração é proibido beber, comer ou ter em casa qualquer alimento do tipo fermentado. O pão, e qualquer outra massa, é substituído pela Matzá.

Com o passar do tempo, essa celebração foi ganhando contornos mais estáveis e se adaptando, porém sem esquecer de sua essência. Para alguns historiadores, essa celebração foi fundamental para que as comunidades judaicas preservassem seus laços nos mais diferentes lugares em que viveram e ainda vivem.

Na noite de celebração da páscoa, as casas devem estar limpas e arrumadas, e todo um conjunto específico de talheres é utilizado na celebração. Além disso, qualquer tipo de alimento fermentado tem o seu consumo proibido. No dia antes do Pessach, a família deve jejuar em homenagem aos primogênitos que não foram atingidos pela última das maldiçoes egípcias. Daí em diante, várias refeições e narrativas são intercaladas como forma de se reforçar o significado da páscoa para os judeus.
Cada um dos alimentos empregados relembra a experiência que os judeus tiveram no tempo em que viveram no Cativeiro do Egito, as dez pragas impostas e os milagres divinos que os retiraram daquele lugar. Em diversas ocasiões, vemos que a participação das crianças reforça o ideal de renovação das tradições e sugere que elas internalizem o significado daquela solenidade.


http://professor-cebola.blogspot.com/2010/01/que-dia-e-hoje-calendario-judeu.html

http://www.mundodastribos.com/pascoa-judaica-comemoracao-do-pessach.html

http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://4.bp.blogspot.com/_3KVqVi_W-ms/SdxUYsxD6QI/AAAAAAAAAd8/u1bQ0m-mr4g/s400/pessach%2Bfoto

terça-feira, 12 de abril de 2011

A Terra é Azul

Земля голубой

(A Terra é Azul)


Edson Osni Ramos (Cebola)


Hoje completam-se cinquenta anos que o cosmonauta russo Yuri Alekseievitch Gagarin, então com 27 anos, pronunciou essas palavras, na manhã de 12 de abril de 1961 (horário de Brasília). Naquele instante ele confirmou o fato de ser o primeiro humano a observar nosso planeta “de fora”, ou seja, o primeiro homem a viajar pelo espaço.

Gagarin, piloto militar da então União Soviética, participou de um dos maiores eventos da chamada “corrida espacial”, durante a “guerra fria”, que foi a missão a bordo da nave Vostok-1. Foi um feito histórico que durou 108 minutos (tempo entre o instante da decolagem e o instante do retorno), sendo 89 deles efetivamente no espaço. Viajando a cerca de 27.400 km/h, a nave efetuou uma volta completa na Terra, tendo atingido uma distância de até 327 km acima do nível do mar, em condições de segurança que hoje seriam consideradas absolutamente precárias.

O feito de Gagarin acirrou a corrida espacial entre americanos e russos, fazendo com que os americanos acelerassem seu programa em busca de uma resposta ao sucesso soviético. Assim, em 5 de maio do mesmo ano, o americano Alan Shepard foi lançado com a nave Freedom-7 ao espaço, atingindo uma altitude de 187 km em relação ao nível do mar. Mas foi uma resposta muito aquém das expectativas, já que a Freedom (952 kg) era muito menor que a Vostk (4.730 kg), subiu a uma altitude bem menor e Shepard ficou submetido à situação de gravidade zero apenas por 5 minutos (enquanto Gagarin ficou por 89 minutos).

Apenas em 20 de fevereiro de 1962 o americano John Glenn tornou-se o primeiro americano a orbitar a Terra.

Essa vantagem soviética na corrida espacial fez aumentar mais ainda os investimentos americanos, o que culminou com a chegada a Lua, em 20 de julho de 1969, quando Neil Armstrong desceu em nosso satélite.

O feito de Iuri Gagarin foi um dos grandes momentos da humanidade, dignificando essa aventura chamada vida!


A seguir, breve histórico de eventos da “corrida espacial”.

- 4 de outubro de 1957 – A União Soviética lança o Sputinik, o primeiro satélite espacial a orbitar a Terra, iniciando a chamada corrida espacial.

- 3 de novembro de 1957 – A União Soviética lança o Sputinik-2, levando a bordo a cadela Laika, primeiro ser vivo terrestre a entrar em órbita.

- 6 de dezembro de 1957 – Os Estados Unidos tentam lançar um foguete espacial, mas o satélite lançador explode antes da partida.

- 31 de janeiro de 1958 – Finalmente os Estados Unidos conseguem lançar seu primeiro satélite espacial.

- 1º de outubro de 1958 – Os Estados Unidos criam a Nasa, sua agência espacial.

- 2 de janeiro de 1959 – A União Soviética lança a Luna-1, a primeira sonda espacial destinada a pesquisar a Lua. A sonda erra o caminho e se perde no espaço.

- 12 de setembro de 1959 – A União Soviética lança a Luna-2, o primeiro objeto feito pelos humanos a atingir a Lua.

- 19 de agosto de 1960 – A União soviética lança o Sputinik-5, com dois cães a bordo. São os primeiros seres a voltarem vivos do espaço.

- 12 de abril de 1961 – O Major do Exército Vermelho, Iuri Gagarin torna-se o primeiro humano a entrar em órbita.

- 5 de maio de 1961 – Alan Shepard , na Freedon-7, torna-se o primeiro americano a ir ao espaço.

- 20 de fevereiro de 1962 – John Glenn torna-se o primeiro americano a orbitar a Terra.

- 16 de junho de 1963 – A soviética Valentina Tereshkova torna-se a primeira mulher a orbitar a Terra.

- 28 de julho de 1964 – Os Estados Unidos lançam a sonda Ranger-7, que inicia o mapeamento da Lua, abrindo o caminho para o projeto Apollo.

- 18 de março de 1965 – O russo Alexei Leonov torna-se o primeiro humano a sair de uma nave no espaço.

- 3 de junho de 1965 – Edward White torna-se o primeiro americano a sair de uma nave no espaço.

- 31 de janeiro de 1966 – A Luna-9 (soviética) pousa na Lua e envia imagens diretamente de sua superfície.

- 31 de março de 1966 – A Luna-10 (soviética) torna-se o primeiro satélite artificial da Lua.

- 27 de janeiro de 1967 – Em um teste em Cabo Kennedy, um incêndio mata os três astronautas que tripulariam a nave Apollo-1 (americana). Gus Grissom, Edward White e Roger Chaffee morrem por asfixia durante uma simulação.

- 9 de novembro de 1967 – Os americanos promovem o primeiro vôo de teste do foguete Saturno-5, que posteriormente foi usado para impulsionar as naves Apollo.

- 27 de março de 1968 – Em um acidente aéreo, morre, aos 34 anos, Iuri Gagarin.

- 11 de outubro de 1968 – A nave Apollo-7 faz a primeira viagem para testar a eficiência de seu projeto.

- 21 de dezembro de 1968 – A Apollo-8 faz dez órbitas ao redor da Lua.

- 14 de janeiro de 1969 – As naves soviéticas Soyus-4 e Soyus-5 fazem a primeira acoplagem entre duas naves no espaço.

- 3 de março de 1969 – Início da missão Apollo-9, que faz órbitas ao redor da Terra para testar o equipamento.

- 18 de maio de 1969 – A Apollo-10 reproduz todas as etapas da viagem à Lua, exceto o pouso.

- 20 de julho de 1969 – A Apollo-11, lançada dois dias antes, pousa no solo luar. Armstrong torna-se o primeiro humano a pisar na Lua.

- 14 de novembro de 1969 – A Nasa lança a Apollo-12, cujos dois tripulantes farão dois passeios pela Lua.

- 11 de abril de 1970 – Lançamento da Apollo-13, cuja missão foi abortada dois dias depois, devido à uma explosão num tanque de oxigênio. Contra todas as expectativas, a tripulação conseguiu retornar sem que uma tragédia tenha ocorrido.

- 31 de janeiro de 1971 – Lançamento da Apollo-14, comandada por Alan Sehpard, que tinha sido o primeiro americano a ir ao espaço. Shepard e Edgar Mitchel executam sua missão e, ainda, simulam jogar golfe no solo lunar.

- 26 de julho de 1971 – Lançamento da Apollo-15, que transporta jipes lunares. Os carros são testados com sucesso em solo lunar, chegando a atingir velocidade de 10 km/h.

- 16 de abril de 1972 – Lançamento da Apollo-16, que também levou dois humanos até o solo lunar.

- 7 de dezembro de 1972 – Lançamento da Apollo-17, última missão do programa Apollo.


E tem gente que ainda não acredita que o homem esteve na Lua ...


Fontes: http://club-realty.com/?q=node/2580

Revista Galileu, edição de fevereiro de 2003.