domingo, 27 de junho de 2010

ALMOÇO COM AMIGOS DO GERAÇÃO

.

ALMOÇO COM AMIGOS

DO GERAÇÃO

.

Provavelmente a maioria dos amigos e conhecidos com mais de 30 anos ainda lembram de minha ligação profissional com o Centro Educacional Geração, o “Curso e Colégio Geração”. Na segunda metade dos anos oitenta e início dos anos noventa, o Geração foi a maior instituição particular de ensino médio de Santa Catarina (em número de alunos).
Fui um dos sócios fundadores do Geração, em outubro de 1985, e participei ativamente da instituição fazendo parte da direção e dando aulas de física até 31 de dezembro de 1996, quando sai da sociedade e me desliguei da instituição.
A idéia do Geração era ótima: um grupo de professores, de reconhecida competência na comunidade, se reuniu e criou uma escola própria, onde eles mesmos seriam os patrões. O começo, com muitas dificuldades, foi promissor. E, logo, estávamos “por cima”.
Com o passar dos anos os interesses dos participantes do grupo foram se alterando, não mais havendo aquele denominador comum de idéias. Então apareceu o outro lado da moeda, com problemas e percalços.
Mas isto é assunto para outra ocasião.
Nesse último final de semana, em minha propriedade em Rancho Queimado, tive o privilégio de receber a visita de queridos amigos ex-funcionários do Geração “daqueles tempos”.
Foi realmente uma alegria voltar a conviver, mesmo que por apenas um dia, com o Paulo Coelho (que não é o escritor, como ele sempre dizia e continua dizendo), o Vlademir, o Ori e o Ivam. Alguns acompanhados de familiares.
Passamos um sábado memorável, lembrando de momentos e histórias admiráveis. E engraçadas, pois rimos a mais não poder!!
É muito interessante ver como esses indivíduos “vestiram a camisa” daquela instituição (e ainda vestem, pois o Paulo passou o dia todo com uma camiseta do Geração). Mesmo que muitas vezes isso não tenha sido reconhecido pelos gestores da empresa! Porém, todos eles foram funcionários eficientes e dedicados.
Lembramos de muitas coisas boas que nos aconteceram naqueles tempos.
Claro que fiquei apavorado com as idades deles: entre 42 e 46 anos, pois naqueles tempos eu os achava “muito jovens” (meu Deus, será que estou ficando velho!! Rsrsrs).
Foi inevitável que também lembrássemos de coisas ruins, porém o tempo, esse ente abstrato mas que mesmo assim pertence ao conjunto dos números reais, vai depurando nossas recordações. E as boas ficam muito mais avivadas do que aquelas que nos remetem a situações de desconforto.
Ainda tenho guardados, não só na memória, muita coisa do Geração: fotos, panfletos e cópias de matérias em jornais e premiações. Além de outros documentos relativos à minha participação na instituição, claro! E fiquei contente em saber que eles também guardaram muitas boas recordações.
Também fiquei feliz (e admirado) em saber que esses queridos amigos se reúnem todo ano, no final de dezembro, para tomar uma cerveja (tinha de ser!) e celebrar suas passagens pelo Geração. E repetem o ritual há mais de vinte anos, ininterruptamente.
Todos concordam que foi uma época muito boa em suas vidas, onde puderam crescer como indivíduos, estudando, adquirindo bens materiais, enfim, passando da escala de jovens para a de adultos.
Lembramos com carinho de vários outros que conosco conviveram, como o Brasil (que também iria estar no almoço, mas que teve compromissos profissionais que o impediram), o André, o Marquinhos, a dona Prim, o Martins, a Lena e o falecido Ivonei. E de professores queridos, como a Regina, o Luciano, o Miron e o falecido Gilson.
Além de muitas belas histórias envolvendo o Marshal, o Cúneo e o Dedé!
Obrigado, amigos Paulo, Vlademir, Ivan e Ori, pelo que vocês representaram em momento tão bom de minha vida.
E já estão convidados para outro final de semana assim!
Que Deus nos abençoe, como diria o Ori!!!
Abraços.
Edson Cebola


Foto 1 (foto Paulo Coelho) - Da esquerda para a direita: atrás, Vlademir e Ivan. Na frente: Edson Cebola (muito "féchion", combinando a sandália com a camiseta, ahahah), Ori (com o filho Mateus, um simpático e comunicativo menino, que adorou andar de cavalo), Estela (esposa do Ivan), "seu" Antônio Coelho (pai do Paulo) e "seu" Ivan (pai do Ivan).




Foto 2 (foto Paulo Coelho): os "meninos" Edson Cebola, Vlademir, Ori, Ivan e Paulo (devidamente paramentado com a camiseta e o boné do Geração).

Foto 3 (Ivan Souza): Minha filha Gi, hoje com 27 anos, e Estela, esposa do Ivan.
.

2 comentários:

PAULOCOELHOFLN disse...

Cebola, dessa vez não vou me alongar muito aqui teu Blog somente vou repetir o que varias vezes falei durante este dia mágico que nos proporcionáste, "é muito bom estar entre bons companheiros".
Um abraço,
Paulo Coelho

ivancsouzaf disse...

Prezado Prof. Cebola,
Realmente me convenci de que a felicidade está em compartilhar momentos tão especiais como os que experimentamos neste sábado, em seu sítio, juntamente daqueles que estimamos. Todos aqui estamos extasiados com a beleza do lugar e, principalmente, com a hospitalidade do anfitrião. Muito obrigado. Esperamos repetir a dose em breve, hehehe.
Um grande abraço.
Ivan e família.