sábado, 8 de maio de 2010

DIA DAS MÃES

Para as mães, do genial Mário Quintana:

MÃE
Mãe...
São três letras apenas
As desse nome bendito:
Também o céu tem três letras
E nelas cabe o infinito
Para louvar a nossa mãe,
Todo bem que se disser
Nunca há de ser tão grande
Como o bem que ela nos quer
Palavra tão pequenina,
Bem sabem os lábios meus
Que és do tamanho do CÉU
E apenas menor que Deus!

Mário Quintana

4 comentários:

Caroline Romão disse...

Querido Cebola,
Fui sua aluna no século passado. Por volta de 1996... Bom, hoje moro em SP e faço inglês numa escola ligada a trilogia analítica. Não explicarei as infinitas propostas da escola, no entanto pensei em você quando eles falaram de Telsa. Minha memória me trai ou você comentou que não gostava de Eiseinstein e preferia Nicolas Tesla? Quantos assuntos misturados. Aqui vai o motivo pelo qual te escrevo: a trilogia analítica conseguiu o sonho do Tesla: tirar energia do "universo"... aplicando o conceito de física desinvertida criada por Norberto Keppe. Enfim, deixo o link - talvez o interesse. Um grande beijo de uma aluna antiga que não estudou física desde que saiu do operação cebola mas que ainda guarda boas lembranças.
Caroline Romão

Link do motor :http://www.keppemotor.com/pt/keppemotor.php

Link sobre trilogia analítica: http://www.trilogiaanalitica.com.br/

Edson Osni Ramos (Cebola) disse...

Querida Caroline, de há muito não nos vemos, mas você tem razão: embora seja muito pequeno meu grau de conhecimento, nunca gostei dios trabalhos de Eiseintein, no que se refere à teoria eletromagnética. Sempre preferi Nicolas Tesla! E fico muito feliz que você, mesmo depois de tanto tempo (24 anos) ainda lembre de algumas idéias deste velho professor!
Provavelmente você já é mãe, então, feliz dia das mães. Se não for o caso, muito obrigado por manter contato.
Beijo
Cebola

Caroline Romão disse...

Pô Cebola, faz 14 anos!! Já estamos velhos, num tira uma década assim... rs rs Ainda não sou mãe mesmo assim obrigada! =D
Bejos
Carol

Edson Osni Ramos (Cebola) disse...

Carol,querida, desculpa!
São apenas 14 anos, claro!
É que na minha idade, uma década a mais ou a menos e a diferença é pequena (rsrsrs).
Beijo
Cebola